Marketing Da Noticia Marketing da Notícia Franquias

Outubro Rosa Veste Bem Lingeries Com Etiqueta Do Bem

tottal mulher Outubro Rosa Veste Bem Lingeries Com Etiqueta Do Bem Outubro Rosa Veste Bem Lingeries Com Etiqueta Do Bem tottal mulher

Outubro Rosa Veste Bem Lingeries Com Etiqueta Do Bem essa foi uma das muitas ideias e projetos que estão em minha gaveta negra, sem uso por conta de estar tangenciando o sistema, mas que ouso publicar e com isso sensibilizar cabeças pensantes e que sabem a importância e o valor das ideias que podem muito ser melhoradas.

A cerca de quase uma década criei para uma ONG, voltada a prevenção do Câncer de Mama uma proposta que incluía o lançamento das Etiquetas do Bem.

Essas etiquetas colocadas em todas as lingeries produzidas por uma marca com atitude de governança , geraria a cada unidade vendida uma doação para as entidades voltadas a essa causa que ainda é grande responsável pela mortalidade precoce de milhares de mulheres no Brasil.

Essas mesmas etiquetas, com códigos de barra para uma efetiva auditoria das doações, ainda poderiam conter códigos de SMS para campanhas de prêmios.

Complementava o projeto a montagem de quiosques com parceria de Universidades, com cursos de graduação em enfermagem e medicina para serem locados em points em Estações de Metro, Campus Universitários, Shoppings Centers e outros locais de grande fluxo e visibilidade para as marcas patrocinadoras e apoiadoras do projeto.

A medida que a arrecadação fosse crescendo investimentos em mamógrafos seriam feitos para disponibilizar o equipamento para as ONGS oferecerem esses serviços a população com supervisão das Secretárias De Saúde e com mão de obra especializadas complementada por estagiários das universidades apoiadoras do projeto que tinha como marca fantasia criada `Mulher Mais Q Mil`.

ETIQUETAS DO BEM Outubro Rosa Veste Bem Lingeries Com Etiqueta Do Bem Outubro Rosa Veste Bem Lingeries Com Etiqueta Do Bem ETIQUETAS DO BEM

Esse projeto apesar de ter sensibilizado na época a mídia, foi notícia na Rádio Nacional, no Jornal O Globo, e ter sido apresentado a duas Universidades que se omitiram ou não perceberam ali uma oportunidade de promover estágios importantes e vivos,numa delas o diretor do Curso de Enfermagem considerou o Projeto muito grande para se comprometer. Somente não aconteceu porque o culto a personalidade a um falecido, e o desinteresse das universidades buscadas o inviabilizaram a época , talvez hoje mais arejadas e conscientes possam adotar e chamar de sua a iniciativa.

Como acredito no poder dessa ideia para minimizar a ausência do Estado lanço aqui e fico na expectativa de ser útil para junto a uma marca de valor, consciente fazer acontecer porque isso tem poder de #transformelhorar

Isso é fantástico e poderoso se for adotado pelo Polo de Lingerie de Friburgo.